♥ Almanaque Tokyo - Sukajan ♥

♥ Almanaque Tokyo - Sukajan ♥

18:21 Tokyo Fashion Girls 1 Comentários

Oi meninas!

Vamos reviver a minha sessão favorita do blog? Hoje vou falar sobre as Sukajan.


Sukajan (Fonte)

Sukajan (スカジャン) ou "Souvenir jacket" são jaquetas coloridas que possuem bordados com figuras japonesas nas costas, essas jaquetas surgiram no Japão mas tem uma enorme influência da cultura americana.
A história do nome é um pouco complicada e vários sites contam de um jeito diferente, alguns dizem que  é uma abreviação do nome "sky dragon jumper" (スカイドラゴンジャンパー).  Outros dizem que veio de "Yokosuka jumper" (横須賀ジャンパー), que foi reduzido posteriormente


A Taylor Toyo que até hoje fabrica esse tipo de jaqueta explica que depois da Segunda Guerra durante a revitalização econômica do Japão vários novos negócios foram abertos devido à dissolução de conglomerados que dominavam o mercado financeiro Japonês, isso abriu espaço para que a Kosho & Co (antigo nome da Toyo Enterprise, que é dona da Taylor Toyo) surgisse como importadora e exportadora de tecidos.


Depois da guerra as ruas de Ginza ficavam lotadas de barraquinhas vendendo itens tradicionais japoneses como Kimonos para militares Americanos que queriam levar alguma lembrança do Japão para casa. De acordo com eles, um empregado da Kosho & Co teve a idéia de criar uma jaqueta que tivesse como base os detalhes da jaqueta de baseball (que os Americanos já conheciam) mas que tivessem bordados orientais, devido a escassez de ceda o acetato foi usado em seu lugar.

Muitas fontes de informação trocam o "inventor" e dizem que os soldados Americanos que estavam instalados na base americana em Yokosuka que mandaram fazer desenhos orientais nas costas de suas jaquetas. Os modelos originais eram criados, a partir da seda que sobrava de paraquedas usados e os desenhos eram inicialmente simples pois todo o bordado era feito à mão. Acho que não dá mesmo pra saber quem foi o real inventor da famosa jaqueta!

Mick Jagger usando uma Sukajan

As Sukajan são facilmente confundidas com as "varsity jacket" americanas pois elas realmente foram feitas com base nesse modelo de jaqueta muito popular entre os americanos. Fisicamente falando, elas são confeccionadas com tecido brilhante e com um bordado nas costas, diferente das varsity que são de tecido fosco comum e sem os desenhos típicos.

Varsity Jacket (Fonte)

As Sukajan não se limitaram somente ao Japão e outros países asiáticos como o Vietnam e Coréia, mas foi a juventude japonesa que trouxe essa jaqueta "criada" por estrangeiros e vendida para eles em uma peça que representa a cultura de rua do Japão.
Nos anos 60 o estilo americano "Preppy" era muito popular, porém, pessoas (especialmente rapazes) que eram de classes mais baixas e/ou que acreditavam que não se encaixavam nos padrões desse estilo, começaram a usar as Sukajan como forma de protesto, o que acabou ligando o uso dessas jaquetas no Japão à atividades de gangues.


Na atualidade, essas jaquetas estão sendo consideradas a tendência da primavera de 2016 (que mal começou) pelo TokyoFashion que faz vários cliques de pessoas usando essas jaquetas em Harajuku.

Garotas em Harajuku usando Sukajan entre final de 2015 e 2016 (Fonte Tokyo Fashion)

Além de estar sendo usada frequentemente por Japoneses as Sukajan já vem inspirando desde o ano passado os desfiles e os catálogos de grandes grifes, as marcas de fast fashion mais moderninhas já sentiram a tendência e também já estão produzindo suas versões dessa peça.


Asos, Luis Vuitton, Zara e Valentino



Harry Styles de Valentino, Katy Perry de marca própria, Lewis Hamilton de Valentino e Miley Cyrus de Emilio Pucci


E aí meninas, já tinham ouvido falar nessa peça? Elas estão por todo o lugar no instagram do Tokyo Fashion esse ano, então acho que ainda vamos ver muitas jaquetas passeando pelo Japão durante a primavera!

Fontes: AsosThe Rosenrot, Messy nessy chic, Kotaku, The rainbow holic, Tokyo Fashion

Como programar sua viagem ao Japão [Parte 2]

Como programar sua viagem ao Japão [Parte 2]

19:50 Tokyo Fashion Girls 2 Comentários

Oi meninas!

Mais uma vez pedindo desculpas pelo atraso nas postagens mas eu prometo que vou me disciplinar!
Hoje temos a segunda parte de como programar a viagem para o Japão! Então prepara o scroll do mouse, verifica o calendário de férias e vem comigo!

3. Montando o seu itinerário

Essa parte pode se juntar um pouco com o período da viagem que falei no post passado, caso você esteja interessada em compras a melhor época é ir no final do ano para pegar as Fukubukuro, caso você queira só passear e ver paisagens bonitas a primavera ou outono são mais adequadas.

Digamos que você já sabe em que época do ano quer viajar, para fazer a solicitação do visto japonês você precisa ter o itinerário do que você vai fazer cada dia que você estiver no Japão. Esse itinerário não precisa ser o mesmo que você vai seguir na viagem nem precisa ser muito completo, porém, japonês gosta de organização então quanto mais completinho e bonitinho ele for melhor são as chances deles não duvidarem da veracidade da sua viagem.

3.1 Itens para incluir em seu itinerário

- Coisas a fazer em cada dia de viagem: Caso a viagem seja mais longa (pelo menos 15 dias) você pode se dar ao luxo de fazer o itinerário para alguns dias e deixar outros dias "livres" e repetir alguma programação que você já fez ou visitar algum lugar que você só descobriu quando estava no Japão.
- Endereços: Os endereços no Japão são MUITO confusos e pode ser complicado encontrar alguma loja ou restaurante, por isso é bom deixar eles anotados no celular ou num papel para procurar no google ou pedir informação para alguém na rua. Aqui tem uma matéria explicando como decifrar esses endereços esquisitos!
- Itinerários de trem: Quando no Japão, é bem difícil que você escolha andar de carro pois o sistema de trens te leva a praticamente todo o lugar, carros são mais indicados para quem quiser visitar cidades menores. Os trens (especialmente os Shinkansen) tem horários super pontuais e os shinkansen saem apenas em determinados horários e encerram suas atividades em algum momento do dia (isso varia dependendo da cidade, linha, dia da semana, etc), por isso o Hyperdia é uma bíblia absoluta, sério! Ele funciona não só para saber o horário que os trens saem mas também para saber em quais estações você tem que fazer conexão,em qual plataforma você tem que descer, etc.
- Preços de passagens, entradas, atrações para programar os gastos diários e não passar fome no final da viagem.
- Locais para visitar
- Coisas que você quer comprar (essa é importante pra quem prometeu mil lembrancinhas pros amigos, é bom fazer uma lista para não esquecer de ninguém!)

4. Escolhendo a hospedagem

Eu não sou a maior viajante do mundo mas algo que me faz desistir de ir pra algum lugar é o preço abusivo dos hotéis. No Japão você tem algumas opções de hospedagem para todos os bolsos:

Hotel cápsula

Capsule hotel 310

Os hotéis cápsula são uma boa pedida para quem é minimalista (não carrega muita bagagem) e quer só um lugar pra dormir depois de um dia na rua. Os cápsula funcionam como um hostel, eles tem o dormitório com as cápsulas e áreas de convivência coletiva (porque né, ninguém vai ficar nessas cápsulas sem ser pra dormir), porém, prestem atenção na hora de reservar pois muitos cápsula só aceitam homens!

Hostel

Hostels são hotéis que oferecem quartos coletivos, os dormitórios são separados por sexo e podem ser uma boa opção para quem está com pouco dinheiro e não se importa em dividir o quarto com estranhos, caso você seja muito espaçoso(a) e goste de deixar suas coisas espalhadas talvez essa não seja a melhor opção.


Guest house


Guest house ou "Ryokan" é um termo um pouco obscuro pra mim, pelo que eu sei são esses quartos com carinha japonesa que tem tatami, porta de papel, você dorme no futon e tal. Esse tipo de acomodação é bem comum em locais com Onsen (termas). Geralmente esses quartos tem uma varanda com uma banheira de água termal do lado de fora.

Airbnb

Minha opção favorita! Para quem não conhece o airbnb é um site onde as pessoas anunciam suas casas para alugar, você encontra desde pessoas simples que alugam um quarto dentro da sua casa até pessoas donas de vários imóveis que alugam desde quartos à casa inteira.
Já usei o airbnb uma vez para ir à São Paulo mas só aluguei um quarto e nunca o apartamento inteiro, dessa vez eu e as minhas amigas iremos ficar em Tóquio, Osaka e Kyoto em apartamentos alugados pelo airbnb.
Vale muito a pena por causa do preço e porque você consegue dividir o valor da hospedagem com o número máximo de pessoas que a casa aceita (alguns apartamentos no Japão aceitam até 8 hospedes!) mas pode ficar um pouco apertado e um clima meio "carnaval" se você for com tanta gente assim!
Minha única ressalva nesse tipo de acomodação é que o airbnb não oferece nenhum suporte ao hóspede, já vi vários relatos de pessoas que tiveram seus pertences roubados e que o airbnb nada fez para ajudá-las, então caso vocês queiram procurar por esse tipo de local procurem pessoas que tenham boas qualificações e que tem uma certa reputação à manter! Outro problema é que você não pode achar que está na própria casa e fazer o que quiser, você tem que manter o apartamento alheio organizado, especialmente no Japão você não pode fazer barulho, não pode entrar com calçado, então tem uma série de regras que geralmente ficam explícitas na descrição da acomodação que se você não cumprir pode ser convidado a se retirar do local! #pesado!

Links úteis
http://airbnb.com/
http://www.booking.com
https://www.tripadvisor.com.br/

5. Tirar o visto Japonês

Para quem não mora em cidades que possuam consulado ou embaixada você não precisa viajar para tirar o visto, ele pode ser tirado por um despachante! Os documentos necessários são super simples, peguei essa lista do site melhores destinos.
1. Passaporte válido (e os passaportes anteriores com visto japonês)
2. Formulário impresso da SOLICITAÇÃO DE VISTO PARA ENTRAR NO JAPÃO
3. Uma foto 4,5 X 4,5 (ou 3X4) recente (tirada há no máximo 6 meses), com fundo branco e sem data
4. Reserva de passagem de ida e volta
5. Cópia autenticada da carteira de identidade
6. Cópia da declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (todas as páginas, inclusive o recibo de entrega)
7. Documentos que comprovem a finalidade da viagem. Nesse caso, os documentos mudam de acordo com a finalidade da viagem. O que mais é relevante para nós é:

TURISMO:
Cronograma de Viagem. O roteiro deve ser escrito pelo próprio passageiro, a embaixada fornece um modelo mas você não é obrigado a usá-lo (eu usei outro bem mais bonito por sinal). No formulário, basicamente eles pedem as cidades a serem visitadas em cada data e o contato dos hotéis onde ficará hospedado.

Tirar o visto com despachante é bom porque acaba saindo mais barato para quem não mora nas cidades onde tem embaixada/consulado, porém, caso os funcionários achem que algo não ficou muito claro nos seus documentos eles mandam o despachante te pedir mais coisas, no nosso caso o despachante voltou umas 2 ou 3 vezes pedindo documentos adicionais.
O visto Japonês é um pouco diferente do visto americano pois ele tem três validades!
1. Validade do visto: Valido por 3 meses depois da data de emissão
2. Validade da estadia: Depende do bom humor do funcionário (O meu foi de 15 dias e o da Luana de 30 dias)
3. Validade das entradas: WHATHAFUCK? É, caso você queira fazer um mochilão pela Ásia e visitar alguns países você tem que prestar atenção nisso, o visto japonês de única entrada só pode ser usado uma única vez, então se você entrou no Japão em um dia e for pra Tailândia no outro, você não pode mais voltar pro Japão. Caso você queira fazer todo esse bate bola você precisa tirar um visto de múltiplas entradas.

6. Japan Rail Pass

E finalmente o famigerado!

Ainnnn Luciana o Rail pass é muito caro, num vou comprar não!

A escolha de comprar ou não o Rail Pass depende muito do tipo de viagem que a pessoa vai fazer, por quantos dias ela vai ficar no Japão e se ela vai visitar outras cidades além de Tóquio usando o trem.
Eu, por exemplo, sabia que o ponto principal da viagem seria Tóquio pois eu iria com as meninas e elas não se prepararam pra viagem por tanto tempo quanto eu, coloquei algumas cidades próximas no itinerário (Kyoto, Osaka,  Kawasaki, Hakone, etc) sendo que Kyoto e Osaka seriam as mais distantes e consequentemente, as mais caras!
O Hyperdia, como eu disse, calcula os valores das passagens de trem inclusive as do shinkansen, fiz a simulação da viagem no Hyperdia e contei quantos ienes daria caso eu fosse pagar a passagem em dinheiro e no rail pass, acabou que o rail pass nos daria quase mil reais de economia então não tive dúvidas que teríamos que comprar!

O Rail pass vale por 7 ou 14 dias e tem versões para adultos e crianças, trem regular ou de luxo. Vocês podem ver mais informações nesse site aqui.


Wow! Acabaram os posts chatos de viagem! hehe
Agora a parte 3 vai ser toda sobre arrumação de mala, o que levar na viagem, vai ser bem legal!

Bjinhos
Luciana

Como programar sua viagem ao Japão [Parte 1]

Como programar sua viagem ao Japão [Parte 1]

15:00 Tokyo Fashion Girls 8 Comentários

Oi meninas!

Gente, eu ainda estou me sentindo um pouco perdida com assuntos pros posts então se vocês tiverem alguma sugestão POR FAVOR me mandem um comentário aqui, no facebook ou twitter que eu vou ficar muito feliz de saber o que vocês querem ver por aqui!

Bom, como não tenho muitas idéias do que posso vir postar aqui resolvi começar com uma série a respeito de programar sua viagem para o Japão! Já vi vários blogs fazerem o mesmo então se ficar repetitivo vai parar na parte 1! HÁ!

Espero que esse post ajude as meninas que como eu sonham em viajar para o Japão mas não sabem por onde começar nem os passos que tem que ser feitos para chegar lá!
Esse post será destinado a dar dicas para as pessoas que querem ir ao Japão com objetivo de turismo, então não posso dar dicas sobre visto de trabalho, residência permanente, casamento, etc. ok?

1. Juntar dinheiro



Na verdade essa é a dica nº1 para quase todas as viagens.
Um pouco depois que comecei o blog eu já tinha uma vontade enorme de ir ao Japão mas me faltava o capital necessário para isso!
Sei que para meninas que tem família, filhos e responsabilidades em casa fica bem mais difícil juntar dinheiro mas para provar que dá para viajar sem ter que ganhar muito, da primeira vez que fui aos EUA passar uma semana eu era estagiária e ganhava 1 salário mínimo (isso foi em 2011). Paguei todas as minhas despesas de visto, passagem e ainda troquei um dinheiro pra gastar lá (O dólar era menos de R$2,00 #saudadeseternas). Claro que o encosto do meu ex pagou as hospedagens mas considere que eu trabalhava a menos de 6 meses na empresa, então com certeza com um pouso mais de tempo eu poderia ter dinheiro para pagar essas despesas.

A situação fica um pouco mais complicada quando se trata do Japão, que não é como nos EUA ou aqui no Brasil que qualquer quiosque numa calçada aceita cartão de crédito, lá é bem mais difícil! E o pior, com o dólar oscilando dia após dia e o IOF nas alturas, é mais garantido levar dinheiro do que depender de cartão e ter uma surpresa desagradável no final da viagem vendo a sua conta!

Desde 2013 que junto dinheiro para ir ao Japão e devo admitir que fui bem relaxada, se eu tivesse escolhido melhor as minhas prioridades eu poderia ter bem mais ÔRO pra gastar por lá, acabei me atrapalhando nas contas do cartão e tive que usar dinheiro da minha poupança para pagar, o que nos leva ao ensinamento numero 1:

"Planeje os seus gastos"

Faça uma planilha no excel com todas as suas contas: plano de saúde, faculdade, cartão, conta da casa, enfim, tudo o que você gasta em um mês. Super recomendo às pessoas atrapalhadas com planejamento que tenham o cartão do Nubank (não é publi, o negócio é bom mesmo), ele tem um aplicativo no celular que informa em tempo real todos os seus gastos, tem uma interface limpa e bem fácil de navegar e controlar as suas despesas mensais, recomendo super!

Depois de calcular todos os seus custos fixos por mês vem uma parte um pouco mais complicada, esse é o ensinamento numero 2:

"Controle as suas vontades"

Pense consigo mesma "O que é mais importante, juntar 150,00 pra minha viagem pro Japão ou comprar minha 15ª bolsa?", "O que vale mais a pena, ir para a Comic con ou juntar esse dinheiro?", "Passo o carnaval em Salvador ou no quarto assistindo Netflix?".
Não tenho absolutamente nada contra os casos que citei, mas se você REALMENTE prioriza uma viagem você tem que desapegar de outras coisas, isso não significa que você vai parar de se divertir, muito pelo contrário, mas será que nesse momento de juntar dinheiro você precisa realmente gastar essas 3 mil dilmas no carnaval em Salvador? Não seria melhor conhecer essa cidade linda uns 2 meses depois pagando menos da metade do preço?


Falando de valores bem rapidamente... (Vou abordar passagem e hospedagem em outro tópico) vou dar várias faixas de preço pelo que eu andei pesquisando
Para passar 13 dias no Japão:
Com 15 mil dilmas você paga passagem, hospedagem e vive como uma rainha.
Com 10 mil dilmas você paga passagem, hospedagem e consegue viver bem.
Com 7 mil dilmas você paga passagem, hospedagem, e vai passar um bom aperto!

P.S. Considere que esses são valores para viagens em grupo onde você racha a hospedagem com outras pessoas
P.S.2. Estou considerando a cotação do iene a 0,0365 que foi o menor valor que encontrei disponível em Fortaleza (Casas de câmbio de SP vendem o iene mais barato)

2. Planeje a época da viagem


Hanami no Shinjuku Gyoen versus neve em Shirakawa-go
Fontes: Savvytokyo Zicasso

 O Japão tem as 4 estações no país inteiro e cada uma delas pode ser aproveitada de maneiras diferentes, vou dar umas diquinhas rápidas sobre cada uma...

Primavera (do meio de Março até o começo de Maio)
Essa foi a estação que escolhemos ir por causa da floração das cerejeiras ♥
Durante a primavera a temperatura sobe um pouco e as tão sonhadas cerejeiras aparecem em várias províncias, tudo fica mais cheio de gente pois é o período das férias escolares das crianças, além disso, muitas famílias aproveitam a temperatura e a beleza das Sakura para passear e fazer piqueniques. Em algumas províncias mais afastadas de Tóquio ainda tem neve! Abril é o mês que mais atrai turistas para o Japão por causa das cerejeiras, além disso o final de Abril tem a famosa "golden week" que é um feriado como o carnaval por lá e muitos japoneses tiram essa semaninha para passear e viajar!
Por causa da alta estação os valores dos assentos nos Shinkansen (trem bala) são mais caros do que o normal (em torno de ¥1,000 mais caro).

Links úteis sobre a Sakura season
Sakura weather map - Informações atualizadas a respeito da floração das cerejeiras, com o melhor dia para visitar cada província (em Japonês)
Cherry blossom spots - Dicas de locais para aproveitar as cerejeiras em várias províncias diferentes (Em inglês)

Verão (do meio de Maio até o começo de Setembro)
O começo do verão é uma época considerada agradável pois as temperaturas não estão tão altas e a maioria dos pontos turísticos fica bem menos lotada. Um dos maiores problemas do verão Japonês é a tsuyu (época de chuva) que começa mais ou menos em Junho/Julho e fica quente pra caramba! Áreas mais elevadas como Hokkaido podem ser uma boa escolha para quem quiser fugir do calorão. Nessa época o Monte Fuji é aberto para alpinismo e dá pra pegar uma praia. Tem mais férias escolares do final de Julho até Agosto então prepara o fôlego pra multidão!
O verão japonês pode ser muito quente e úmido, a gente vê quase todos os anos no jornal muitas crianças e idosos sofrerem com as altas temperaturas, mas também é a temporada dos insetos! 
Achei esse vídeo do "Japão por outros olhos" mostrando um pouquinho do verão por lá (Gent eu adoro esse canal, é mto bom!)


Outono (do meio de Setembro até começo de Novembro)
O outono é minha estação favorita da vida, as cores das árvores durante essa época atraem muitas pessoas para diversos parques no país. No começo do outono a temperatura ainda é quente mas o clima não é tão úmido como no verão

Links úteis sobre "Autumn color" season
Autumn colors - Registro feito pelo japan-guide das cores do outono pelo Japão
Best autumn color spots - Dicas de locais para aproveitar as cores do outono em várias províncias diferentes

Inverno (do meio de Novembro até começo de Março)
O inverno apesar de frio tende a ter dias limpos, quase não neva em Tokyo mas fica bem gelado! Se você for visitar alguma cidade como Shirakawa onde tem festivais de neve, você provavelmente vai precisar comprar sapatos de neve!
No final do ano tem uma grande movimentação no país por causa, novamente, das férias escolares e das festividades de ano novo. Lembrando que no final de dezembro já começam as promoções das Fukubukuro (Lucky bags) que levam a filas quilométricas nas lojas que oferecem esse tipo de promoção.

Fontes: 1, 2, 3


E aí meninas, curtiram? Essa foi a nossa part 1 e estou planejando os seguintes temas para as próximas partes:

Parte 2: Montando o seu itinerário, Comprando a sua passagem, Escolhendo a hospedagem, Tirar o visto japonês, Japan Rail Pass
Parte 3: O que comprar no Japão, O que levar para o Japão, O que levar na mala e bolsa de mão

Quem curtiu a idéia da série?
- Luciana

Tá difícil, mas não deixo de comprar

Tá difícil, mas não deixo de comprar

20:12 Tokyo Fashion Girls 4 Comentários

Oi meninas!

Como eu comentei no post passado, deixei de comprar quase tudo de fora por causa do cerco às importações, dólar, etc.
Porém, depois de anos experimentando e testando produtos diferentes é impossível que tudo possa ser descartado e trocado por outros não é? Essa lista que fiz hoje tem os produtos que eu não vou deixar de comprar, mesmo com todos os problemas com importações!

1. Blush "Pink flamingo" da Candy Doll

Tenho esse mesmo blush há MUITO tempo (Review aqui) e ele não está nem na metade! Esse blush foi descontinuado e a Candy doll agora só vende essa cor em uma versão "duo" que vem junto com um iluminador, nunca testei essa versão nova mas só espero que a fórmula do blush não tenha mudado. Mantenho a minha opinião de que esse blush tem o tom de pêssego mais bonito que eu já vi, ele é macio, bonito, tem a embalagem fácil de levar em viagem, só não tem uma fixação boa, mas isso eu relevo!

2. Imju Déjavu lash knockout mascara


Review aqui
Essa máscara foi um divisor de águas pra mim porque eu nunca testei uma máscara tão completa assim. Eu tinha até pensado em colocar essa máscara e a máscara de volume da Dolly wink, mas eu senti que a Lash Knockout é mais versátil pra mim, ela dá volume, alonga, separa (quando tá novinha) e isso é praticamente um achado, você raramente encontra produtos que fazem tudo isso e que servem pro seu tipo de cílios. A minha já acabou faz uns 3 meses, estou me virando com algumas que tenho só para acabar com elas logo mas ela está na minha lista de comprinhas no Japão!

3. Kosé Softymo Whitening cleansing oil


Esse demaquilante foi indicado pra mim por uma leitora super querida e isso mudou my life! Review aqui.
Desde que comecei a usar vim testando todos os tipos, já testei esse meu preferido que é o whitening, já testei o speedy mas caí na burrada de comprar o "deep" recentemente e me arrependi, não que ele seja ruim, mas como o nome já diz, ele vai muito a fundo na limpeza, o que é um saco pra tirar depois!

A parte boa do "whitening" é que ele limpa tudo rapidamente e é mais simples de remover, óleo de limpeza é uma coisa que não falta mais na minha vida há alguns anos por tornar a remoção da maquiagem muito mais fácil! Isso é um negócio incrível! Se um dia você estiver endinheirada e disposta a esperar alguns meses pra encomenda chegar pode pedir esse aí sem medo que você não vai se arrepender, vale a pena cada centavo!

4. Bioré aqua rich UV


Review aqui.
Quando os produtos asiáticos começaram a fazer sucesso com blogueiras brasileiras a primeira coisa que elas descobriram foi a maravilha que são os protetores solares (não é pra menos!).
Não cheguei a testar muitos porque quando descobri esse aqui não quis mais arriscar, já comprei uns 3-4 tubos e estou ansiosa para trazer um estoque!
Ele tem FPS 50, dura bastante apesar do tamanho pequeno, não tem cheiro, é muito leve e fácil de aplicar, não deixa a pele grudenta ou brilhosa e protege mesmo do sol, é uma maravilha!

5. Diamond lash "Little wink" series Muse eye (ミューズeye)


Falar da Diamond Lash já é desbancar tudo o que existe no mundo a respeito de cílios né? Apesar de eu assumidamente já ter dito que a Dolly wink produz cílios de melhor qualidade os Diamond Lashes se destacam pela variedade de modelos (Acabei de ver que lançaram 4 séries novas enquanto estive inativa minha gente!) e também pelo preço x quantidade de cada pacote, cada pacote de DL vem com 5 pares enquanto os Dolly Wink vem com apenas 2 (E custam um pouco mais caro).
Escolhi esse modelo em específico porque ele é um quase "half lash" e eu amo esse tipo de modelo porque é muito mais fácil de aplicar do que os "full lash" e também porque os meus tem durado ETERNIDADES, tipo, sério! Eu tenho eles há anos, tudo bem que eu tenho MUITOS cílios e quase não uso, mas eles são super resistentes, fáceis de aplicar, não são tão naturais mas é o que eu gosto, enfim, muito amor envolvido.
Dei uma pesquisada e acredito que nunca cheguei a fazer review deles!

6. Loções clareadoras


A partir desse ponto não vou falar mais de itens específicos mas sim de produtos que independente da marca eu só vou comprar da ásia. Já falei aqui várias vezes que esse tipo de produto não tem como objetivo clarear a cor natural da sua pele, ele vai clarear as partes da sua pele que foram escurecidas devido ao sol ou outros fatores e deixar a pele da cor natural.
Como eu sou muito branca de vez em quando tenho que usar esses produtos pra tirar "marca da camisa" (ai que horror!). Já testei algumas versões de loções assim, umas boas outras nem tanto mas esse é um mundo que com certeza não vou parar de buscar novidades!

7. Hair mist


Agora já vendem várias marcas de Hair Mist no Brasil!!! Muito bemm!!!
Porém, não vou trocar o certo pelo duvidoso e vou continuar com os hair mists que conheço da Liese e da Shiseido. Para quem não conhece ou não lembra de eu ter comentado esses produtos são tipo uma "aguinha" com propriedades hidratantes que você passa no cabelo, eu gosto de passar antes de dormir pra acordar com o cabelo super macio e brilhoso, mas tem gente que usa de dia.
Meu cabelo atualmente é cacheado rebelde da raiz sebosa então usar cremes antes de dormir me deixa com muita caspa no dia seguinte, esses "hair mist" fazem milagres e conseguem hidratar o cabelo em poucas horas!

E aí gente, o que vocês acharam? Aposto que muitas meninas aqui deixaram de comprar de fora durante esses anos difíceis, tem algum produto como esses que eu citei acima que vocês continuam comprando mesmo com as adversidades?

Luciana (Sem assinatura bonitinha por enquanto)

Por onde andei?

Por onde andei?

21:27 Tokyo Fashion Girls 9 Comentários

Por: Luciana
*Prepara a cadeira confortável porque vai ter textão*

Olá meninas!

Imagino como deve ser estranho ver um post aqui depois de quase 2 anos (completaríamos 2 anos de hiato no dia 26/02) mas acreditem, mais estranho ainda foi abrir o painel do blogger e ver que ainda depois de dois anos de ausência ainda mantemos uma média de 300-400 visitas por dia.

"Nossa Luciana você é muito cara de pau, abandona o blog sem dizer nem tchau e aparece assim do nada."

Acreditem vocês ou não eu nunca consegui me despedir do blog porque lá no fundo eu pensava "mas é só por um mês e aí eu volto", "assim que as provas passarem" e assim por diante.

Porém, calhou que no final de 2015 e começo de 2016 ocorreram mudanças na minha vida que me fizeram pensar MUITO no blog recentemente, e em todas as coisas boas que ele me proporcionou.
Para quem está com preguiça de ler até o final saibam que EU VOLTEI e que vou pensar em qual será o melhor formato do blog daqui em diante, para quem está tão emocionada quanto eu e quer ler as minhas desculpas tintin por tintin vamos começar!

1 - Coisas que ganhei com o TokyoFG e que nunca esqueci

Graças ao blog eu fui capaz de conhecer pessoas incríveis tanto virtualmente como pessoalmente e isso me deixa muito feliz até hoje, tenho amigas no facebook que de vez em quando pergunto "Cara, como foi que eu te conheci mesmo?" e acaba que foi por causa do blog! Esse tipo de contato com gente que gosta (ou gostava) das mesmas coisas que você é muito bom!


2 - Motivos pelos quais o blog parou

Uma sucessão de motivos na verdade, vou tentar sumarizar em outros pontos....

2.1 - Alta do dólar

Não vou tentar puxar estatísticas (até porque nem lembro mais como faz isso) mas um dos maiores geradores de tráfego no blog era review de produtos asiáticos, na "golden age" das compras internacionais eu recebia vários pacotes por semana, claro que eu tinha chegado a um ponto que eu recebia muitos produtos mas eu também comprava muito já que o dólar era menos de R$2,00 #saudades.
Com a alta do dólar, essa sessão que eu tinha o maior prazer em fazer acabou morrendo aos poucos e tudo o que eu tinha era basicamente o que estava na fila esperando para fazer review, não iria ter como testar novos lançamentos, não iria conseguir comparar custo-benefício com marca nacional e por aí vai.
Juntamente com isso, as sessões de novidades com lançamentos de maquiagens e roupas não ia mais fazer sentido! Esse blog nunca foi voltado para pessoas ricas (até porque eu não sou) então de quê adianta falar sobre algo que as minhas leitoras não vão poder usar?

Para vocês terem uma noção, só fiz 4 compras internacionais em 2015... Uma de produtos da NYX que são super baratos e mesmo com o dólar caro + imposto ainda valiam a pena, e as outras três foram de bugigangas que custaram menos de 10 reais e se chegassem seria uma vitória.

2.2 - Cerco às importações

Não vou entrar na politicagem, mas o governo conseguiu encontrar uma mina de ouro taxando os produtos de fora ao invés de diminuir os impostos e estimular o consumo interno.
Pensando na alta do dólar, às vezes (quando o dólar custava 3 reais) eu até comprava uma coisa ou outra porque eu realmente não vivo mais sem ela ainda assim não custava tão caro, mas aí você paga num sei quanto no produto + 60% do valor do real + uma taxa dos correios foi demais pra mim e parei de comprar de fora.
OK NEXT!

2.3 - Falta de tempo

O mimimi de sempre né? Desde 2013 comecei a trabalhar em tempo integral em um escritório, namorar e continuar a faculdade que até hoje não terminou, colocando isso em dias de semana temos 8 horas de trabalho + 1 hora de almoço + 2 horas de locomoção + 3 horas de faculdade, isso sem contar o tempo para fazer coisas necessárias em casa. Aos finais de semana, é claro, meu tempo era dedicado ao namorado.
Por mais que pareça bobo, produzir conteúdo para um blog toma MUITO tempo, demanda leitura, conhecimento mínimo sobre o tema, se for review tem que fazer fotos, coletar informações, testar o produto, fazer maquiagem, enfim, coisas que para quem trabalha, estuda e namora é bem difícil (imagine se eu tivesse amigos :D).

2.4 -  "morte" do estilo gyaru

Apesar de eu curtir muitos estilos que tiveram origem no Japão, gyaru foi sem sombra de dúvidas o que mais me encantou e o que mais me fez pesquisar e ler sobre o assunto, com o cancelamento de revistas históricas como a PopSister (que eu tenho a sorte de possuir a última edição) e a Egg muitos sites começaram a falar sobre a decadência do estilo como o lindo Tokyo Fashion e o Japan trends.
 Porém, isso é uma coisa que não precisa ser expert em moda para saber que eventualmente iria acontecer, aqui nesse blog mesmo já vínhamos falando sobre a influência do estilo mais básico das coreanas e como isso estava afetando as revistas com visual mais impactante como a Egg e a Popteen. A moda muda, os estilos específicos ficam para trás e só continua sendo seguido por aqueles que realmente se identificam com ele (Podemos ver exemplos em outros países como o estilo Punk, Pin-up, Gótico, etc. todos tiveram o seu auge, onde várias pessoas se vestiam dessa forma, e aí a maioria simplesmente deixou de lado e só quem segue hoje em dia é uma parcela bem pequena).

Na verdade, quando esse blog surgiu em meados de 2009 gyaru já era considerado um estilo morto no Japão, mas parece que fora do Japão ele meio que bombou nesse período e tinham várias western gals que levantaram a bandeira, fizeram propaganda do estilo e até foram notícia lá no Japão.

Com as referências de estilo lentamente desaparecendo e dando lugar a uma repetida sopa de mesmices foi inevitável que eu e as leitoras fôssemos perdendo o interesse no assunto até chegar ao ponto de eu não sentir mais vontade de ler sobre ele.

2.5 - O mundo é um lugar cruel

Tópico polêmico!

É impossível chegar nesse assunto sem falar sobre "porque diabos falamos tão mal uns dos outros", mas como acho isso um tópico muito psicológico e eu não sou formada em psicologia vou tentar minimizar minha opinião sobre o assunto.
Vou tentar dissertar mais sobre a parte mercadológica dos blogs! Me contem aí nos comentários se vocês tem uma opinião diferente!

Já faz um tempo (uns bons 10 anos ou mais) que blog/youtube vinha se tornando mais que um canal para você ter o "seu cantinho", as redes sociais viraram um poço de lucratividade e com isso blogueiras e blogueiros profissionais inundaram a nossa internet.

Do canto esquerdo superior no sentido horário: @brittanie_evans, @amrezy, @nikkietutorials, @michellephan
Fonte: Instagram

Daí nós somos inundadas com essas mulheres maravilhosas usando maquiagens incríveis, fazendo vídeos detalhadíssimos no Youtube, que tipo de abertura temos para acompanhar/ler/seguir blogueiras que não estão nesse nível e talvez nunca cheguem lá? Blogueiras que acreditam que um blog é o "meu cantinho" ou que querem ser Camila Coelho mas que estão começando agora e só usam a câmera do celular e não sabem pôr maquiagem nem escolher as roupas que mais a valorizam?

Eu nunca segui blogs até criar o TokyoFG em 2009, mas é só procurar "antes e depois" na internet que você vê que essas mulheres incríveis um dia eram que nem eu e vocês! Achei algumas listas aqui e aqui (as gringa já começavam profissa gent).
Começar um blog é sempre difícil (ô se é) especialmente se você tenta criar um blog com um conteúdo que você espera que atinja várias pessoas. Eu só imagino o quanto que essas moças desses links e dessas fotos se esforçaram para chegar onde estão agora.

É impossível que essas blogueiras do F-hits ou as Gurus do youtube sejam comparadas com as pessoas "normais", essas moças tem agentes, fotógrafos, editores, stylists, patrocínio, elas não trabalham 8hs por dia em um escritório para chegar em casa e fazer uma maquiagem para postar, o trabalho delas É fazer as maquiagens, os looks, e isso toma MUITO mais de 8 horas do dia da pessoa, blogueiras no estilo Thássia Naves trabalham e ganham dinheiro com seus blogs e mídias sociais! Uma das coisas que me deixava muito pra baixo quando fazia o conteúdo do blog era que eu não conseguia deixar minhas postagens com a qualidade que eu via em outros blogs, comprei câmera melhor, comprei kit de iluminação, comprei tripé... mas mesmo assim os vídeos eram muito amadores, as fotos não eram atrativas, etc, etc etc. E só depois que eu parei com o blog foi que eu fui perceber o quanto eu JAMAIS teria um conteúdo profissional no meu blog porque eu não sou profissional!

"Nossa Luciana você já falou um monte, o que isso tem a ver com o mundo ser um lugar cruel?"

O começo de uma carreira como blogueira (e mesmo depois que ela está consolidada) além de exigir muito trabalho também exige "botar a cara a tapa".

À medida que as mídias sociais foram evoluindo elas passaram de "meu cantinho onde eu posto e falo o que eu quiser" para um conglomerado de mídias que se conectam, que são vistas pelo mundo inteiro e que hoje trazem um significado muito maior na sociedade, hoje já não aceitamos que façam piadas racistas, homofóbicas ou machistas na internet, mesmo que a pessoa vomite um "ah mas é minha opinião".

Voltando para o assunto das blogueiras, as pessoas acreditam que por estarem nas "suas" redes sociais, que elas podem falar o que quiser, então podem fazer comentários ácidos, preconceituosos e muito negativos para as blogueiras. Isso tudo se potencializa quando sites de ódio são criados e alimentados por pessoas que não conseguem produzir nada além de ódio!
Acho que tudo bem você fazer um post "gongando" um certo look de uma certa pessoa, no sentido de falar "ó, isso aí não ornou por causa disso, daquilo e daquilo outro", "miga, num tá bom não", ao invés de postar coisas "LOL fugly bitch you not gyaru gtfo" (Coloquei a expressão em inglês porque vejo isso acontecendo mais na gringa). A maior prova disso é o famigerado gyaru diary e vários outros exemplos de blogs e fóruns sobre blogueiras não-gyaru também.

2.6 - Falta de inspiração de outras blogueiras

Uma das fontes de inspiração e informação que eu utilizava eram outras blogueiras do estilo, eu acompanhava de perto para ver a composição que elas usavam, quais peças faziam mais diferença no look, se elas conseguiram algo de alguma coleção que eu achava incrível e queria para mim também, etc.



Da esquerda pra direita: Sui, Monica Tang, Zhizhi e Shiena
Fontes: www.suiprincess.com, tumblr, www.tokyofashion.com

E aí o que acontece... não só gyaru é um estilo que naturalmente veio se "suavizando" ao longo dos anos e pouquíssimas pessoas ainda seguiam versões mais extremas, como os constantes ataques em sites de ódio deixam qualquer uma pra baixo! Você tá fazendo o seu melhor fazendo maquiagem, cabelo, comprando roupa cara, para mostrar o quanto você gosta e quer seguir aquele estilo e aí vem gente falar mal de você. Eu sinceramente nunca entendi porquê o gyaru secrets atacava tanto a Zhizhi por exemplo, era era uma das minhas blogueiras favoritas, fazia a maquiagem e o cabelo muito bem e sabia como combinar as roupas, sinceramente não consigo pensar em mais nada além de "recalque", rs.

Então, vamos somar... temos um estilo em "desuso" + ataques constantes de haters + a dificuldade de manter um blog = Muitas blogueiras gyaru desapareceram.

Gente, pelo amor de todos os c*ralhos porquê as pessoas são assim?????  Enquanto o pessoal perde tempo falando que o delineado de pessoa X não está perfeito e que por isso ela não é gyaru a Ayutama faz o maior sucesso em tudo que é site de street snap no Japão fazendo uma maquiagem totalmente amadora! Os Japoneses não estão nem aí pra perfeição na maquiagem, só o povo de fora!


Vídeo da Ayutama para o KAWAII PATEEN

A MESMÍSSIMA coisa acontece com a comunidade lolita fora do Japão, dentro do Japão se você usa uma saia da Angelic pretty e um sapato com um laço o pessoal tira uma foto sua e te pôe num site com a legenda "Lolita on the street in Harajuku" ou algo do tipo.

Fonte: Tokyofashion.com

Um exemplo clássico é essa foto que achei no Tokyofashion de uma moça usando ou outfit lolita, eu nunca fui muito chegada na comunidade lolita mas visitei ela o suficiente para saber que se essa moça fosse uma blogueira e se não fosse japonesa o mundo inteiro estaria falando mal do estilo dela por mil motivos diferentes (o único que o meu pouco conhecimento de tretas lolita pode apontar é que ela não está usando meia calça, oh, que pecado!)

Acho que falta um pouco de entendimento nas pessoas de que um estilo especialmente fora de locais como o Japão (e fora de uma certa faixa etária) é muito difícil de ser seguido perfeitamente. As pessoas se esquecem de que a Misako Aoki, Tsubasa Masuwaka, Kyary e tantas outras tem toda uma produção por trás para ter certeza que elas saiam nas fotos imaculadamente perfeitas. As "staff-chan" trabalham com moda e beleza, aparecer lindas e montadas nas redes sociais faz parte da estratégia de atrair clientes pras suas lojas. As meninas que tem suas fotos tiradas em Harajuku se arrumam por horas antes de sair e são quase 100% das vezes da indústria da moda, comecem a ler um pouco mais sobre as pessoas que tem as fotos tiradas pelo Tokyofashion por exemplo, quase todos são estudantes de ensino médio com menos de 20 anos de idade, estudantes de moda, blogueiras ou modelos!

É claro, se uma pessoa está determinada a ser a Tsubasa Masuwaka ela tem mesmo que ralar muito pra conseguir, mas não seria um pouco mais legal da nossa parte se mostrássemos um pouco de apoio ao invés de só reclamar de uma pessoa que está tentando enquanto estamos com as nossas bundas sentadas em frente ao PC usando um pijama e com um gato sentado no colo? (essa descrição é da minha situação nesse momento LOL).

3. Motivos pelos quais o blog voltou!!!

A MELHOR PARTE NÉ GENT? Traz a bebida que pixxxc, coloca pipoca no micro-ondas e vem comigo celebrar!

3.1 - Virei deboísta... tá, nem tanto!

Mas realmente aprendi a ter uma maior aceitação com as pessoas ao meu redor e especialmente relacionados à pessoas que gostam ou seguem os mesmos estilos que eu. Não vou fazer um CSI TokyoFG e sair apagando as postagens que eu posso ter falado mal de alguém ou ter sido uma das pessoas que critiquei acima pelos comentários ácidos, acredito que isso é um processo de evolução e tenho muito orgulho de dizer que hoje não faria mais algo do tipo!

Valha Luciana mas o que isso tem a ver com você voltar com o blog?

Tem a ver sim! Com uma postura mais positiva em relação à vida e à moda agora posso olhar para certos estilos e certas pessoas/blogueiros(as) e extrair coisas boas mesmo que eu não admire como um dia admirei gyaru! Isso contribui para que eu possa desenvolver um conhecimento holístico a respeito da moda no Japão, que é tão rica, ao invés de focar apenas em gyaru como sempre vim focando durante esses anos!

3.2 - Tenho mais tempo!

Apesar de estar trabalhando mais, em 2016 comecei a trabalhar de casa para uma empresa americana ainda no ramo de pesquisa de mercado. Considerando que agora eu só preciso me levantar da cama, tomar banho e descer as escadas para trabalhar, meu dia se tornou bem mais produtivo em termos de atividades paralelas, posso acordar cedo e ler/produzir alguma coisa ou posso flexibilizar os meus horários tirando uma parte do dia para mim e trabalhar até mais tarde, enfim, agora tenho uma vida mais flexível!

3.3 - Namorado

Siiiimmm ainda estou com o mesmo namorado desde a última vez que escrevi sobre a minha vida aqui pra vocês, ele está morando aqui em casa e por causa da convivência todos os dias nos finais de semana geralmente a gente "vai cada um prum lado" por algum tempo... ele fica no quarto jogando e eu venho pro escritório ficar no computador ou faço outra coisa.

3.4 - EU VOU PRO JAPÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

AAAAAAAAIIIIIII MEU DEUSSSS!!!! SEMPRE QUE EU PENSO NISSO FICO A PONTO DE TER UM PIRIPAQUE!

Vou tentar resumir toda a história...
Desde que comecei esse blog morria de vontade de ir pro Japão, mas meu emprego na época mal dava para me sustentar. Quando comecei a trabalhar ganhando melhor em 2013 já quase no fim do blog coloquei uma meta (ainda não dobrei a meta) de juntar dinheiro para poder viajar para o Japão. O blog parou mas o dinheiro continuou sendo depositado na poupança do Japão! Meu maior problema é que meus amigos são todos lisos e que seria muito chato ir para o outro lado do mundo sozinha, sem ninguém para conversar, tirar fotos, rir, etc.
Eis que no meio de 2015, quando já estava trocando os planos e iria para a temporada de neve no Chile, duas amigas minhas ganharam um concurso de cosplay e o prêmio nada mais era do que passagem e hospedagem no Japão! EEEEKKKKKK!!!

Claro que entrei em estado de frenesi por finalmente poder realizar o meu sonho depois de tanto tempo! Não vou comentar muito sobre esse assunto ainda pois pretendo fazer uma série de posts sobre isso incluindo preparativos da viagem, roteiro, a viagem em si, etc etc etc.

Agora preciso de vocês para convencerem a Luana a ir junto!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Bom gente, é isso! Obrigada a vocês que conseguiram ler tudo isso e chegar até o final! Estou muito feliz em recomeçar o blog aproveitando essa nova etapa da minha vida, gostaria que essa fosse uma nova etapa para o blog também, por isso eu talvez demore um pouco para reorganizar o layout das coisas!

Bjos e até a próxima!

Luciana (Sem assinatura bonitinha por enquanto)

Diamond Lash "Nudy couture"

Diamond Lash "Nudy couture"

21:54 Tokyo Fashion Girls 10 Comentários

Olha só quem não se cansa de lançar novidades no mundo dos cílios postiços!
A Diamond Lash quer acabar com os nossos bolsos e lançou mais uma linha de cílios, dessa vez é a linha laranja, que se chama "Nudy couture" e é composta de 8 modelos de cílios.


A noticia já não é mais tão nova, os cílios foram lançados no começo do mês e foram modelados por Mai Miyagi e Yumi Higashino (não sei o nome da terceira), vamos dar uma olhada nos modelos ?

Heroine eye



Innocent eye



Culture eye




Allure eye



Ellegant eye




Pure eye




Veil eye



Wish eye




Como sempre, estão investindo nos modelos mais sutis e aquela coisa toda, também escolheram modelos mais maduras para a campanha, para enfatizar a forma suave dos cílios.
Eu achei eles bem bonitos e com certeza usaria se meu s cílios fossem ralinhos e eu precisasse de algo que os destacasse diariamente, e vocês?

Luciana.

Todas as cores da Skin79

Todas as cores da Skin79

21:09 Tokyo Fashion Girls 6 Comentários

Olá meninas!

Acho que vocês já devem ter percebido a quantidade de cores diferentes que você pode encontrar o BB cream da Skin79 no ebay e em várias lojas da internet. Mas aí eu pergunto, vocês sabem qual é a diferença entre cada um deles? Não? Pois continue lendo esse post que eu vou explicar!


Esses são atualmente os BB creams dessa linha "colorida" da Skin79, eles tem várias outras linhas de BB creams.
Primeiro gostaria de citar que todos os BB creams acima tem 3 características em comum, todos prometem:

- Clareamento da pele
- Redução de rugas
- Proteção solar

HOT PINK

Ainda considerado como "a rainha dos BB creams pela marca", é o queridinho da empresa e o que mais vende até hoje.

Cor: Natural beige
Indicado para: Peles oleosas
Promessa principal: Controle de oleosidade
FPS: 25 PA++

VIP GOLD



Cor: Natural Beige
Indicado para: Pele seca e mista
Promessa principal: Nutrição e hidratação
FPS: 25 PA++

VITAL ORANGE


Cor: Light Beige
Indicado para: Pele oleosa
Promessa principal: Vitaminas e alta proteção solar
FPS: 50+ PA+++

SNAIL NUTRITION


Cor: Light Beige
Indicado para: Pele seca
Promessa principal: Anti-idade
FPS: 45 PA+++

PURPLE



Cor: Natural Beige
Indicado para: Pele seca
Promessa principal: Hidratação multi-ação
FPS: 40 PA+++

GREEN


Cor: Light Beige
Indicado para: Pele oleosa e mista
Promessa principal: Primer + BB cream para todos os tons de pele
FPS: 30 PA++

BRONZE


Cor: Bronze Beige
Indicado para: Pele seca e mista
Promessa principal: BB cream especial para peles morenas e com alta proteção solar
FPS: 50+ PA+++

Fiquei muito feliz em ver que agora a Skin79 tem um BB cream voltado para pessoas com pele mais escura, isso é o mínimo que eles poderiam fazer tendo tantas consumidoras ao redor do mundo!
Espero que esse guia tenha ajudado vocês a escolher o seu próximo BB cream, e como sempre, me desculpem pela ausência!

Até a próxima!


Secret charm by Eri Aoki

Secret charm by Eri Aoki

09:30 Tokyo Fashion Girls 2 Comentários

Olha que interessante que eu descobri, a Eri Aoki, ex modelo da Popsister possui uma linha de cílios em parceria com a empresa ANNEX JAPAN.
A linha era formada por apenas 5 modelos, que eram:

EA-01 More Elegant



EA-02 Natural Cute



EA-03 Nude Classic




EA-04 More Rich




EA-05 Pure Cat




Aí em 2013 aproveitando a onda dos cílios de cor marrom, eles lançaram uma coleção marrom com 9 modelos:

EA-06 Real Secret




EA-07 Fairy Light




EA-08 Sweet Angel



EA-09 Retro Girly



EA-10 Baby Magic




Os últimos lançados são esses quatro modelos abaixo, que eu não consegui a foto da embalagem, então vai a foto promocional (meio feinha) mesmo...

EA-11 Innocent Charm




EA-12 Airy Clear




EA-13 Natural Chic




EA-14 Rich Feminine




Aqui o vídeo com o making of das fotos da marca



Eu achei os modelos bem simples e comuns, com uma embalagem bem pobrinha, nada de mais. Mas fiquei encantada com o EA-03, não me lembro de ter visto cílios como esse em nenhuma outra marca, já quero!
Infelizmente a marca só pode ser comprada de sites japoneses =/

E aí meninas, o que acharam?


Fonte: Annexnet